Professor da Faculdade de Ciências da ULisboa recebe Prémio Paleontologia e Estratigrafia de Portugal 2023

Professor da Faculdade de Ciências da ULisboa recebe Prémio Paleontologia e Estratigrafia de Portugal 2023

Carlos Marques da Silva coordena estudo vencedor do prémio atribuído pela Sociedade Portuguesa de Paleontologia.

estudo coordenado por Carlos Marques da Silva, professor do Departamento de Geologia da Ciências ULisboa e investigador do Instituto Dom Luiz (IDL), venceu a 2.ª edição do Prémio Paleontologia e Estratigrafia de Portugal, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Paleontologia (SPdP) e pela empresa Chronosurveys. O trabalho, publicado no Journal of Paleontology em março de 2022, anunciou a descoberta de duas novas espécies de pequenos moluscos marinhos de idade pliocénica em Portugal.

Tudo começou no final dos anos 90, quando Carlos Marques da Silva estava a desenvolver o seu doutoramento centrado nos fósseis de moluscos gastrópodes pliocénicos de Portugal. Nessa altura decorriam trabalhos de recolha de sedimentos, numa jazida paleontológica na região do Pombal, que foram utilizados como base para o seu trabalho de amostragem destes fósseis.

No decorrer deste trabalho, o investigador conta que se deparou com exemplares fósseis de outros grupos de moluscos, nomeadamente poliplacóforos, também conhecidos como quítones. Entre os cerca de 40 fósseis recolhidos, em 2003, foi identificada uma nova espécie, que Carlos Marques da Silva e Bruno dell´Angelo, investigador da Societá Italiana di Malacologia, nomearam Ischnochiton zbyi.

Desde aí, os trabalhos em jazidas da região do Pombal intensificaram-se, tendo permitido aos investigadores recolher mais amostras de sedimentos, nas quais foram encontrados cerca de 2800 exemplares de plaquinhas dorsais isoladas (ou valvas) de quítones. Como resultado desta extensa amostragem, em 2022 foram identificadas duas novas espécies, até então desconhecidas para a ciência - Lepidochitona rochae e Ischnochiton loureiroi.

Para este trabalho contribuiu também Bernard Landau, investigador do Naturalis Biodiversity Center de Leiden e colaborador do IDL, que continuou a trabalhar em jazidas pliocénicas da região do Pombal após o seu doutoramento em Geologia, na Ciências ULisboa.

O Prémio Paleontologia e Estratigrafia de Portugal é atribuído anualmente e destina-se a galardoar artigos ou teses de licenciatura, mestrado ou doutoramento de excelência, no domínio da Paleontologia e Estratigrafia. O prémio de 2023 foi entregue durante o II PaleoPT, o segundo encontro anual da SPdP, que se realizou no dia 28 de outubro, na Lourinhã.

Fonte: Faculdade de Ciências da ULisboa

 

 

Share