FISIOTERAPIA MÚSCULO-ESQUELÉTICA/DESPORTIVA

A terapia manual é a essência terapêutica do fisioterapeuta para tratar alterações de movimento e dor do sistema músculo-esquelético; nomeadamente para músculos, tendões, articulações, ligamentos, nervos e vísceras.

A terapia manual de hoje desfruta de comprovadas provas clínicas e científicas, que dão segurança, eficácia e adaptabilidade em tratamentos para diferentes perfis de pacientes.

Existe diferentes metodologias de terapia manual dependendo do tecido a ser tratado:

  • Terapia articular manual: Orientado  para restabelecer a mobilidade total da articulação e destina-se a eliminar a dor que pode existir com o movimento. Podem ser usados a partir de técnicas leves e mantidas, para a osteoporose ou edema ósseo, para técnicas súbitas e breves para desbloquear estrangulamentos. Eles também podem ser passivos ou assistidos. Nós incluímos como a terapia articular manual: o conceito Mulligan, o método de McKenzie, o método de Watson, o conceito de Maitland e a osteopatia estrutural.
  • Terapia miofascial: dirigida para relaxar a tensão muscular ou miofascial, para retornar a elasticidade original e para eliminar a dor. Incluímos como terapia manual ou miofascial: reeducação postural global (RPG), técnicas neuromusculares, punção seca e massagem transversal profunda (MTP).
  • Terapia neuromuscular: focada em restabelecer a mobilidade e a elasticidade necessárias, para que o sistema nervoso se mova corretamente e transmita os estímulos de forma fisiológica, para evitar sintomas como formigueiro, dormência, falta de sensibilidade ou dor.
  • Terapia visceral: Destina-se a manipular as vísceras para liberar tensões abdominais. Por manobras suaves mas seguras, as vísceras são manipuladas em relação à caixa torácica, à musculatura do abdómen ou outras vísceras. Indicada em casos de hérnia de hiato, obstipação, menstruação dolorosa e irregular.